Evonik divulga resultados do primeiro trimestre significativamente acima das expectativas

  • O EBITDA ajustado aumentou 25% para 735 milhões de euros.
  • Alta nos custos compensada com sucesso
  • Estoques aumentados por medida de precaução

O início da Evonik em 2022 excedeu as expectativas do mercado de capitais. Tendo por base os resultados preliminares, que a Evonik acaba de divulgar, o resultado ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA ajustado) subiu para 735 milhões de euros no primeiro trimestre. O consenso dos analistas era de que ficaria em cerca de 652 milhões de euros.

“Conseguimos ajustar os preços de venda em todas as divisões e, dessa maneira, compensamos o aumento nos custos variados”, contou Christian Kullmann, Presidente da Diretoria Executiva. “Embora as condições comerciais estivessem dominadas por incertezas e gargalos, a Evonik começou o ano em boa posição.

Os principais impulsores do crescimento até aqui foram as divisões Nutrition & Care e Performance Materials. Os aminoácidos essenciais para nutrição animal se beneficiaram do incremento da demanda e de preços de venda mais altos. Segundo a empresa, o fato de operar unidades de produção em escala mundial em Singapura, Antuérpia e Alabama está compensando na medida em que a Evonik pode assegurar entregas confiáveis e mais econômicas para a Ásia, a Europa e as Américas. Um crescimento significativo nas receitas também foi registrado nos segmentos de liberação de fármacos e ingredientes ativos para cosméticos.

A divisão Performance Materials se beneficiou do aumento da demanda e dos preços de venda nos produtos C4. Na situação atual, suas cláusulas de preços que tem como base a nafta atuaram como uma proteção natural contra as altas no preço do petróleo.

Essas evoluções também se refletem nas vendas da empresa, que cresceram 34% para 4,5 bilhões de euros nos primeiros três meses de 2022, na comparação ano a ano. O resultado líquido ajustado subiu 49% para 356 milhões de euros.

O fluxo de caixa livre somou 133 milhões de euros no primeiro trimestre, em comparação aos 312 milhões de euros no mesmo período do exercício anterior. “A inflação de custos e, sobretudo, o aumento dos custos da matéria-prima elevaram o valor dos nossos estoques”, disse Ute Wolf, CFO da Evonik. “Além disso, aumentamos os estoques como precaução, para estar preparados em caso de interrupções na cadeia de fornecimento”.

Em vista das projeções mais baixas para o crescimento econômico global, a Evonik revisou as suas expectativas para 2022. “Estamos enfrentando um período de incerteza econômica incomum”, disse Kullmann. “Os aumentos nos preços da energia e as incertezas consideráveis em relação ao fornecimento de matérias-primas estão pressionando a indústria e a economia como um todo”.

A Evonik agora prevê um crescimento global de 3,3%. “Tendo como base o nosso sólido início de ano e supondo que não haverá nenhum escalada adicional na situação geopolítica, estamos confirmando as nossas perspectivas para o ano inteiro”, disse Kullmann.

A empresa espera notificar um EBITDA ajustado entre 2,5 e 2,6 bilhões de euros e vendas entre 15,5 e 16,5 bilhões de euros. Em 2021, o EBITDA ajustado da Evonik foi de 2,38 bilhões de euros, com vendas valendo 15 bilhões de euros.

A Evonik é uma das líderes mundiais em especialidades químicas. A empresa atua em mais de 100 países no mundo inteiro. Em 2021, registrou vendas de 15 bilhões de euros, um lucro operacional (EBITDA ajustado) de 2,38 bilhões de euros e possui cerca de 33.000 colaboradores.

Curta nossa página no

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: