Milliken oferece modificador de desempenho para processamento de PP com alto teor de reciclado

  • Os modificadores de performance atuam no processo de moldagem por injeção de polipropileno, aplicado em peças que requerem maior resistência ao impacto.
  • Segundo a empresa, a solução oferece aos transformadores ganhos operacionais, financeiros e em sustentabilidade.

A economia circular torna-se cada vez mais necessária para o uso eficiente dos recursos naturais. Na prática, os sistemas de produção industrial devem priorizar insumos mais duráveis, recicláveis e renováveis. “Temos investido em tecnologias inovadoras que permitem aos transformadores do setor plástico utilizar uma resina 100% reciclada, desde que a matéria-prima tenha baixo grau de contaminantes, ou aumentar o teor de resina reciclada em misturas típicas com resina virgem”, diz Edmar Nogueira, gerente técnico da Milliken.

A empresa desenvolveu uma linha completa de modificadores de desempenho com foco em transformadores de PP copolímero de impacto, e principalmente PP reciclado. É uma linha de produtos multiuso que pode ser utilizada em diversas aplicações, tais como utilidades domésticas; elementos para construção civil; e componentes automotivos.

Segundo Nogueira, a aplicação do DeltaMax promove balanço entre resistência e processabilidade da resina, gerando ganhos operacionais, financeiros e em sustentabilidade. “É destinado a transformadores que queiram otimizar a resistência ao impacto da resina, para gerar peças acabadas mais robustas, sem ter que sacrificar o índice de fluidez e nem perder processabilidade”.

A fabricante afirma que a melhora na processabilidade, viabilizada pelo aumento do índice de fluidez da resina, reverte-se em ganhos de ciclo operacional: o transformador produz mais peças num mesmo período e, consequentemente, consome menos energia. A possibilidade de aumento do percentual de reciclado em misturas também proporciona ganhos financeiros, uma vez que a matéria-prima recuperada tem custo menor. Segundo a Milliken, testes por ela realizados registraram reduções do ciclo operacional de 10% a 15%, dependendo da aplicação, e economia de energia na mesma faixa. Como consequência, a redução na emissão de CO2 sofreu queda média de 10%.

Sustentabilidade

Segundo a Milliken, um dos projetos atendidos pela empresa ajudou um transformador líder na categoria de materiais para manutenção e reforma do lar a aumentar o uso de plásticos reciclados sem sacrificar propriedades físicas.

“Este cliente já tinha tentado elevar os níveis de uso de resinas de polipropileno (PP) reciclado que, ainda que bastante acessíveis, geralmente não têm as propriedades de impacto e fluidez necessárias para muitas aplicações finais. Isso resulta em um menor uso de PP reciclado, o que adiciona custos indesejados e não contribui para a diminuição da geração de resíduos”, explica Nogueira.

Ao aumentar as propriedades de impacto e o índice de fluidez do PP reciclado, o transformador conseguiu produzir o acessório para reformas utilizando 100% de plástico recuperado, em comparação com o índice anterior de 20%, afirma a Milliken. Isso reduziu o custo das matérias-primas e a destinação de resíduos para aterros, ao mesmo tempo aprimorando o desempenho e a margem de lucro dos produtos. O transformador também diminuiu as emissões de carbono em 20 quilos por tonelada de PP produzido, assegura a fabricante do DeltaMax.

Curta nossa página no

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: