Covestro irá adquirir negócio de resinas de revestimento sustentáveis da DSM

  • Passo significativo na estratégia corporativa de longo prazo da Covestro
  • Covestro será uma das líderes globais no mercado de resinas de revestimento sustentáveis
  • Combinando capacidades de inovação para acelerar a transição para economia circular
  • Portfolio de produtos complementares e indústrias de aplicação posicionadas para atender necessidades dos clientes
  • A aquisição acrescenta 1 bilhão de euros em receitas e 141 milhões de euros em EBITDA
  • Preço de compra de 1,61 bilhão de euros reflete atrativa avaliação do negócio de 5,7x EV/EBITDA 2021, incluindo sinergias futuras
  • Sinergias substanciais de cerca de 120 milhões de euros por ano

30 de Setembro de 2020 – A Covestro assinou hoje um acordo para adquirir o negócio de Resinas e Materiais Funcionais (RFM, em inglês) da Royal DSM. Ao expandir seu portfólio no atrativo (e em crescimento) mercado de resinas de revestimento sustentáveis, a Covestro dá um passo significativo em sua estratégia corporativa de longo prazo para fortalecer seus negócios sustentáveis e impulsionados pela inovação.

Somando cerca de 1 bilhão de euros em receitas e um EBITDA de 141 milhões e euros (2019), a integração da RFM é uma oportunidade substancial de crescimento estratégico para expandir as receitas do segmento da Covestro de Revestimentos, Adesivos e Especialidades (CAS) em mais de 40% para cerca de 3,4 bilhões de euros (2019 proforma).

A aquisição cria uma das líderes globais no segmento de resinas de revestimento sustentáveis, com um dos portfólios de produtos mais abrangentes e inovadores na criação de valor aos clientes, afirma a empresa. A Covestro concordou com um preço de compra de 1,61 bilhão de euros, que será financiado por meio de uma combinação de instrumentos de capital e dívida.

Markus Steilemann, CEO da Covestro: “Esta aquisição é um passo importante para nossa estratégia corporativa. A RFM melhora a trajetória de crescimento de nossos negócios. Combinando nossas fortes capacidades de inovação, portfólios de produtos sustentáveis, bem como tecnologias complementares e indústrias de clientes, entregaremos mais valor. Ao mesmo tempo, é também um passo fundamental para impulsionar a inovação para a transição para uma economia circular”.

Tecnologias e indústrias complementares

Segundo a Covestro, a integração da RFM irá criar um negócio de escala e capacidade tecnológica avançada, beneficiando os atuais e futuros clientes, assim como seus colaboradores, por meio de uma plataforma de crescimento mais forte. A Covestro já é líder no fornecimento de dispersões de poliuretano base água. Com a aquisição da RFM, a empresa irá acrescentar uma completa variedade de resinas de poliacrilato base água e irá expandir seu portfólio tecnológico com a inclusão de tecnologias híbridas base água, resinas de revestimento em pó e resinas de cura por radiação, afirma a empresa. A RFM possui fortes marcas em termos de sustentabilidade como Niaga®, bem como manufatura industrial e um avançado negócio de revestimentos solares.

A aquisição diversifica a exposição da Covestro na indústria e também fortalece significativamente o posicionamento da empresa em atrativos mercados de alto crescimento. Entre outros, a Covestro será um dos fornecedores líderes no campo de revestimentos de fibra óptica – um segmento de mercado com enorme potencial futuro, incluindo a tecnologia futura de 5G – e no atrativo segmento de materiais de impressão em 3D, mostrando uma taxa média de crescimento de mais de 20%, afirma a empresa. Além disso, a ampliação da presença geográfica fortalece a proximidade da Covestro com clientes em todos os mercados-chave e expande sua rede de produção global em mais de 20 sites, assegura a Covestro.

Ambas as empresas estão comprometidas com metas ambiciosas de ESG (Meio Ambiente, Social, Governança) e possuem um excelente (e complementar) pipeline de pesquisa, especialmente na área de matérias-primas sustentáveis de alto desempenho para a indústria de revestimentos. Combiná-las permitirá à Covestro ser ainda mais inovadora no campo de resinas de revestimento e tornar-se um parceiro de Pesquisa e Desenvolvimento ainda mais atrativo para seus clientes. Assim, a Covestro será capaz de impulsionar a inovação e fazer avançar a sustentabilidade em todas as indústrias de clientes, além de impulsionar de forma mais rápida a transição para a economia circular, afirma a empresa.

Potencial para criação de valor

A integração da RFM no segmento CAS da Covestro cria oportunidades para maior geração de valor. A empresa espera que a sinergia permanente (“run-rate“) aumente para cerca de 120 milhões de euros por ano a partir da integração total até 2025. Estes consistem em aproximadamente dois terços das sinergias de custo e um terço da receita e são gerados, entre outros, através do alinhamento das estruturas de compras, vendas e administrativas no negócio integrado, bem como do cross-selling e do desenvolvimento conjunto de novos produtos de alto desempenho.

Avaliação atrativa e estrutura de financiamento

Considerando os equivalentes de caixa na RFM, o preço total de compra de 1,61 bilhão de euros corresponde a um valor de negócio líquido de aproximadamente 1,55 bilhão de euros, representando uma avaliação da RFM em cerca de 5,7x EV/EBITDA 2021, incluindo sinergias proforma de taxa de execução.

Excluindo as sinergias de taxa de execução, o múltiplo EV/EBITDA seria 10,3x. O financiamento é garantido através de um acordo de financiamento que a Covestro pretende refinanciar com uma combinação de capital próprio, instrumentos de dívida e geração própria de caixa, consistente com o compromisso da empresa de manter uma classificação sólida de grau de investimento. Para este fim, a Covestro está planejando utilizar seu capital social autorizado atualmente para uma emissão de ações, a fim de levantar aproximadamente 450 milhões de euros.

“A aquisição é estratégica e financeiramente é uma oportunidade perfeita para prosseguirmos com nossa estratégia de crescimento a longo prazo em condições altamente atraentes e sinergias tangíveis. Com a estrutura de financiamento escolhida, estamos atingindo o equilíbrio certo entre capital próprio e dívida”, completa Thomas Toepfer, CFO da Covestro. “Esperamos receber nossos novos colegas em breve. Juntos, trabalharemos para dar vida ao nosso potencial conjunto”.

O fechamento da transação está previsto para o primeiro trimestre de 2021 e está sujeito a aprovações regulatórias, incluindo a liberação antitruste.

Com 12,4 bilhões de euros em vendas em 2019, a Covestro é uma das maiores empresas mundiais de polímeros. Suas atividades comerciais concentram-se na produção de polímeros de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos usados em muitas áreas da vida cotidiana. Os principais segmentos atendidos são o automotivo, de construção, processamento de madeira e móveis e as indústrias elétrica e eletrônica. Outros setores incluem esportes e lazer, cosméticos, saúde e a própria indústria química. A Covestro possui 30 unidades de produção no mundo todo e empregava cerca de 17,2 mil pessoas no fim de 2019.

Curta nossa página no

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: