BASF apresenta variedades de poliuretano termoplástico expandido durante a Feira K 2019

  • Minigrânulos permitem aplicações em paredes finas.
  • Novo método de processamento abre mais opções.
  • Novo opção em preto para aplicações técnicas.

O Infinergy, o primeiro poliuretano termoplástico expandido (E-TPU) da BASF, causou grande repercussão quando foi lançado no mercado em aplicação nos tênis de corrida Boost da Adidas. Ele introduziu no mercado de plásticos uma classe de espumas particuladas que combina as propriedades elásticas do TPU com a leveza da espuma.

Atualmente, segundo a BASF, diversas indústrias se beneficiam das propriedades do material, desde calçados de segurança confortáveis e raquetes de tênis de alto desempenho, até pisos amortecedores para esportes. Na feira de plásticos K 2019, foram apresentadas novas cores, aplicações e métodos inovadores para o Infinergy.

Versão em preto para aplicações técnicas

Sempre branco, o Infinergy agora tem também a versão em preto. É adequado principalmente para aplicações técnicas onde a superfície é muito suscetível à sujeira, incluindo entressolas de tênis. “Com o Infinergy preto, estamos abrindo novas possibilidades para os nossos clientes”, diz Thomas Stührenberg, chefe de marketing da BASF para a Europa. “Agora a variedade de cores é praticamente ilimitada – queremos trabalhar com nossos clientes para que a gama de Infinergy seja ainda mais colorida no futuro”.

Minigrânulos

Os minigrânulos têm menos da metade do tamanho dos grânulos normais do Infinergy: mais ou menos 2,5 a 3, 5 mm de diâmetro. Essas esferas são usadas onde o comportamento de preenchimento do produto padrão alcança seu limite como, por exemplo, em peças moldadas de parede fina.

Assim como seu tamanho reduzido, o formato redondo das partículas também ajuda a melhorar o comportamento de preenchimento, informa a BASF. Assim, as paredes finas são facilmente preenchidas no molde e não ficam comprometidas as propriedades do material, como a resiliência, assegura a empresa.

Os minigrânulos já são usados nos amortecedores de vibração em compressores e selins de bicicleta. A Ergon, que em 2017 foi a primeira empresa a lançar o Infinergy em um selim de bicicleta – o Ergon ST Core Prime -, agora conta com este novo tamanho de grânulo. Um selim E-MTB e um selim urbano completam a gama de selins de bicicleta com o núcleo Infinergy. “Os minigrânulos nos dão opções totalmente novas para o desenvolvimento do produto e design do componente. Nos permite criar formas bem mais delgadas, o que possibilita a fabricação de selins para o segmento desportivo. Particularmente a ponta do selim, que tem paredes mais finas e contornos mais acentuados, agora pode ser projetada com um design mais esguio e sofisticado”, comenta Andreas Krause, chefe de Desenvolvimento Técnico na Ergon.

Infinergy explora novos terrenos sem vapor

Tradicionalmente, o processamento de espumas particuladas, inclusive o Infinergy, demanda vapor para soldar as espumas em um componente. Com as altas demandas relacionadas à qualidade da superfície, esse processo atinge seu limite rapidamente, principalmente para componentes como aplicações decorativas. Isso porque poucas camadas superiores são permeáveis ao vapor.

A startup FOX Velution desenvolveu uma tecnologia totalmente seca para processar espumas de partículas visando superar esses limites e também melhorar significativamente a eficiência energética. Segundo a BASF, a tecnologia variotérmica possibilita a aplicação em construções leves, com camadas superiores visíveis ou táteis, reforço têxtil e em complementos integrados (eletrônicos, elementos de montagem). Desta forma, oferece opções totalmente novas para decoração e funcionalização: os LEDs incorporados aos painéis de espuma Infinergy iluminam o material e as camadas superiores, que podem ser películas coloridas ou tecidos estruturados, por exemplo, e criam novas óticas, afirma a empresa.

Aplicações completamente novas do Infinergy também são encontradas no Vision Venture, o trailer conceitual da Hymer e da BASF. Aqui, segundo a fabricante do material, a solução é a opção adequada para degraus e cantos da cama, além de ser um elemento de conforto no estrado.

A divisão de Materiais de Performance da BASF engloba todo o know-how de materiais da BASF relacionados a plásticos inovadores e personalizados. Mundialmente ativa em quatro grandes setores da indústria – transporte, construção, aplicações industriais e bens de consumo – a divisão tem uma estreita colaboração com os clientes. A competência em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) fornece a base para o desenvolvimento de produtos inovadores e aplicações. Em 2018, a Divisão de Materiais de Performance alcançou vendas globais de € 7,65bi. O Grupo BASF como um todo registrou vendas de € 63 bilhões em 2018.

Fonte: BASF

Curta nossa página no

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: