Empresa de Mônaco usa material da Solvay para construir a primeira bicicleta elétrica do mundo em polímeros

Os materiais avançados da linha Xencor LFT, que estão sendo lançados pelo Grupo Solvay, permitiram à montadora Stajvelo produzir a primeira bicicleta elétrica do mundo totalmente em polímeros/plásticos de alto desempenho moldados por injeção. A inovadora e-bike urbana foi apresentada na K 2019, a principal exposição internacional de plásticos, polímeros e borrachas, realizada de 16 a 23 de outubro, em Dusseldorf, na Alemanha.

A Stajvelo, com sede em Mônaco, selecionou o composto de poliarilamida Xencor de fibra longa (PARA) da Solvay com base na capacidade do material de atender rigorosos requisitos estruturais, mecânicos e estéticos. O novo produto da Solvay amplia significativamente os recursos de desempenho dos polímeros especiais Ixef PARA, também produzidos pela Solvay, que substituíram com sucesso o metal em dispositivos médicos, exteriores automotivos e pequenos aparelhos nos quais é necessário um acabamento superficial estético.

“O design da e-bike da Stajvelo incorpora o difícil equilíbrio entre forma e função, devido em parte à combinação exclusiva de propriedades do Xencor LFT”, disse Thierry Manni, fundador e CEO da Stajvelo. “Graças à experiência em polímeros da Solvay e ao suporte da tecnologia de processamento, conseguimos projetar um processo de fabricação com integração de funções ideal e operações de montagem que economizam tempo”, acrescentou Manni.

Os compostos Xencor LFT da Solvay normalmente contêm entre 30 a 60% de reforço de fibra, dependendo do polímero e do teor. A fibra constitui um elemento estrutural crítico ao criar um ‘esqueleto’ de fibra 3D emaranhado dentro da peça final moldada. Esse forte ‘esqueleto’ fornece propriedades estruturais muito superiores e estabilidade dimensional em comparação com os polímeros tradicionais altamente reforçados e os reforçados com fibra curta.

Os polímeros compostos Xencor LFT destinam-se a preencher a lacuna preço-desempenho entre termoplásticos de fibra curta (SFT) e materiais compostos avançados. Segundo a empresa, eles combinam alta resistência, desempenho de impacto, estabilidade térmica, estética da superfície, entre outras características de processamento. “Esse novo produto foi projetado para substituir o metal em aplicações semi-estruturais que exigem maior desempenho do que é possível com os polímeros standard e onde o metal não é uma opção desejável devido ao peso ou custo por peça”, informou Eric Martin, Gerente Global da linha de produtos Xencor LFT do Grupo Solvay.

Os compostos Xencor LFT da Solvay são adequados para aplicações semi-estruturais em uma variedade de mercados, incluindo automotivo, transporte avançado, construção, industrial e consumidor, além de esportes e lazer, garante a empresa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: