Braskem Labs apresenta projetos inovadores selecionados

Participantes de diversos estados brasileiros apresentam soluções inovadoras e sustentáveis

Dez empresas foram selecionadas, entre 180 inscritas, para a terceira edição do Braskem Labs, programa de aceleração de empreendedores da Braskem. O processo de escolha dos participantes considerou aspectos como inovação, potencial de mercado, perfil do empreendedor e da equipe envolvida, modelo de negócio e impacto socioambiental.

As propostas são de quatro estados brasileiros e utilizam o plástico e a química no desenvolvimento de novas soluções socioambientais ou apresentam formas de combate ao mosquito Aedes aegypti. “Estamos muito animados com mais essa edição do programa, pois novamente encontramos projetos com grande potencial de transformar positivamente a vida das pessoas e a forma com que se pensa em negócio”, afirma Luiz Gustavo Ortega, líder de Desenvolvimento Sustentável da Braskem.

Agora os empreendedores participam de um evento de diagnóstico para entender os desafios específicos de cada empresa. Após essa etapa, serão realizados uma série de eventos e mentorias durante um período de quatro meses, com o objetivo de apoiar essas empresas nos pontos que mais precisam, com apoio de mentores da Braskem e da ACE, uma Aceleradora de Startups.

Ao final do programa, os selecionados poderão apresentar suas empresas, durante o Demo Day, para um grupo de empresários, investidores, bancos de investimento e outros players do mercado.

As empresas e produtos selecionados foram:

  • Recicletool (Pernambuco): Equipamento de logística reversa que utiliza tecnologia de leitura ótica para a identificação dos resíduos que são depositados na máquina. Com o cadastro do usuário, as embalagens depositadas no Recicletool retornam ao mesmo em crédito financeiro, retirando resíduos do meio ambiente, contribuindo na educação da população e dando a eles um benefício pelo retorno da embalagem.
  • Fix It (Rio Grande do Norte): Imobilizadores em plástico termo moldável e biodegradável, projetados para membros específicos do corpo e em tamanhos pré-definidos, feitos em impressão 3D. A adequação à anatomia do paciente é feita com a imersão em água quente.
  • Vasos Raiz (Rio Grande do Sul): O vaso autorrigável Raiz possui um sistema que facilita o cuidado com plantas e permite ao o usuário ter seus temperos e chás frescos em sua residência. Com um sistema de irrigação interna, composto por cordões, que funcionam como uma espécie de raiz artificial, o reservatório de água é acoplado na parte debaixo do vaso, garantindo umidade para a terra por vários dias, sem a necessidade de regar, e não permitindo a proliferação do mosquito Aedes aegypti.
  • Biomassa do Brasil (São Paulo): Produtos sustentáveis na linha de argamassas e tintas especiais. A Argamassa Polimérica Pronta reduz o custo de alvenaria em 40% e o consumo de água em 95%.
  • Nanomix (São Paulo): Nanotecnologia que confere ao PVC propriedades físico-químicas, como barreira contra umidade. Pode substituir o PVDC, que é de alto custo, importado e não-reciclável e reduzir o custo das embalagens de remédios em 30%.
  • BR Goods (São Paulo): Cortinas Divisórias de Leito & Box de Chuveiro que utilizam nanotecnologia de retardante de chamas, antimicrobianas, manufaturadas com Plástico Verde, que podem ser fixas ou descartáveis. Este material permite que o processo de limpeza seja feito sem retirar as cortinas do local, conferindo privacidade aos pacientes, e economizando água na higienização além de possuir altos atributos sustentáveis.
  • Okena (São Paulo): Coleta, transporta, armazena, trata e destina efluentes contaminados com óleos, metais, tintas, solventes e outras substância, evitando que cheguem ao meio ambiente e poluam solos e água doce.
  • Altave (São Paulo):Desenvolve plataformas aeronáuticas para videomonitoramento e telecomunicações por meio de balões, levando conectividade a locais remotos e permitindo o monitoramento de grandes áreas.
  • Muzzicycles (São Paulo): Quadro de bicicleta injetado em uma peça única com mistura de plástico reciclado. O quadro tem garantia vitalícia, alta durabilidade, não enferruja e ainda ajuda a retirar resíduos do meio ambiente para ser produzido.
  • Denguetech (São Paulo): Inseticida biológico contra os vetores da Dengue, Zika e Chikungunya. Feito a partir da bactéria BTI (Bacillus thurigiensis var. israelensis), pode ser usado em áreas públicas e também em nossas casas e ambientes de trabalho. Logo que o tablete de DengueTech é colocado na água, ele se dissolve e são liberados microrganismos e proteínas que parasitam e matam as larvas dos mosquitos vetores em até 24 horas. Seu efeito continua por, pelo menos, 60 dias.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: