Acrílico destaca-se entre os materiais usados por empresas de comunicação visual

indac-acrilico-blazzi

Beleza, durabilidade, brilho e oferta ampla de cores, texturas e espessuras, além da qualidade no acabamento e alta resistência ao calor e às intempéries – estes são alguns dos atributos que fazem do acrílico a matéria-prima preferida em inúmeros projetos de comunicação visual – principalmente os externos.

Na PPCaponi, fundada em 1943, Pedro Caponi conhece bem esses atributos e, por experiência própria, não recomenda a troca do acrílico por plásticos mais baratos: “Estou no ramo há mais de 45 anos, de modo que vivi plenamente a evolução do setor. Vejo que a troca, na maioria das vezes, acontece porque falta conhecimento dos profissionais de criação para especificar melhor os materiais”.

Para Thiago L. Carneiro, sócio-diretor da Acrilopes, empresa que está há 15 anos no mercado, antes de fazer sua escolha, o consumidor precisa ser bem orientado. “Primeiro, devemos entender a real necessidade do cliente. O acrílico é nosso carro-chefe e quase sempre é a melhor indicação pois suas características são de primeira linha. Temos condições de aplicar nele diversas técnicas, sem que se perca sua beleza final. Aliás, a qualidade final do trabalho sempre é excelente”, afirma.

Carneiro assume que é preciso reconhecer quando oferecer algo diferente. “Muitas vezes nós indicamos a troca por outros materiais. Os clientes chegam com uma idéia de trabalho que não precisa de alta qualidade, mas, sim, custo menor. Então indicamos o material que mais atende a esses casos. No entanto, é preciso sempre frisar que alguns materiais oferecem um resultado final e acabamento estético muito inferiores ao acrílico. Os processos acabam sendo mais trabalhosos também.  Daí, é preciso que o transformador leve tudo isso em conta ao oferecer o que parece mais barato.”

Thiago observa ainda que, se a escolha do material for pautada apenas por preço, pode haver comprometimento da qualidade. E o escritório de design ou publicidade pode acabar fazendo a compra errada: “A escolha só por preço é ruim para o cliente e sua marca. Não se pode esperar uma qualidade de primeira de um material de segunda. Por isso, o projetista deve fazer bem sua análise e orientar bem o comprador”.

Raymon Soares, da Support Brand, sabe que a inovação é palavra-chave neste mercado em que quase tudo é efêmero, principalmente as campanhas publicitárias. Assim, só sobrevivem nele as empresas transformadoras que conseguem acompanhar a velocidade das mudanças. “Devemos estar atentos às tendências. Oferecer produtos que nem o mercado imagina que sejam possíveis”.

Nesse mercado, as matérias-primas assumem papel importante, principalmente quando permitem maior versatilidade ao transformador. “Beleza, fácil aplicação e usinagem, alta resistência e flexibilidade. Tudo isso faz do acrílico um material de 1001 utilidades. Quando os materiais e a relação de custo/benefício são devidamente apresentados, o cliente facilmente irá decidir pelo acrílico”, explica Soares. Há 32 anos no mercado, a Support Brand contabiliza trabalhos de referência no mercado, tendo entre os clientes o Banco Original, Colunas, ATM e Itaú – para esse, aliás, exportou letras e logos de acrílico blindados.

O mercado de comunicação visual consome cerca de 60% de todo o acrílico distribuído no país, correspondente a 7.500 toneladas em 2016, segundo estimativa do INDAC (Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico).

Embora a cifra pareça elevada, o Instituto acredita que o acrílico possa contribuir ainda mais para o mercado de comunicação visual, sendo que a falta de informação sobre o material ainda inibe seu consumo. “Além de tornar os produtos mais atraentes e duráveis, o acrílico ainda agrega valor ao produto e à marca que ele ostenta. É muito importante que o transformador ressalte isso ao seu cliente antes de oferecer um material de qualidade inferior. Até porque, a satisfação do cliente final é parte deste negócio”, explica Soares.

Para projetistas, designers e arquitetos que têm dúvidas sobre o material, o INDAC mantém o programa Acrílico em Ação, por meio do qual ajuda o cliente a pensar seu projeto e encontrar um transformador de acrílico indicado para cada caso.

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico (INDAC) é uma organização criada há 17 anos por empresários do setor com o objetivo de promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados.

A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 40 filiados em todo o país.

Fonte: Assessoria de Imprensa – INDAC

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: