Tomra Recycling celebra 20º aniversário na IFAT Munique desenvolvendo a indústria de separação baseada em sensores

TOMRA_Optimal-performance_why-risk-anything-elseNo 50º aniversário da IFAT Munique, ocorre uma outra comemoração: a seção da Tomra Recycling comemora duas décadas de negócios. Lançada inicialmente como empresa norueguesa Titech Autosort em 1996, a empresa emergiu a partir de um projeto P&D que se iniciou em 1993.

Combinando a sua experiência prática com a sua pioneira tecnologia, a Tomra Sorting Recycling projeta e fabrica atualmente uma inovadora tecnologia de separação baseada em sensores óticos para a indústria de reciclagem global e de tratamento de resíduos.

Inovação contínua e avanços tecnológicos

Responsável pela introdução do primeiro sensor de infravermelho próximo (NIR) utilizado para a separação de resíduos, a Tomra Sorting Recycling continua a ser pioneira na indústria, com os seus métodos de extração de frações de alta pureza a partir de resíduos urbanos, contribuindo para maximizar produtividade e lucros.

O portfólio de sensores da empresa se expandiu principalmente pelas significativas aquisições de empresas como a RealVisionsort, CommodasUltrasort, Odenberg e Best, bem como através do uso simples ou de multi-sensores que permitiu estender o número de aplicações de seleção por sensores. Esta estratégia continua a criar novas oportunidades para as empresas no que diz respeito à recuperação de materiais recicláveis, permitindo-as dar resposta de forma cada vez mais flexível às exigências atuais e futuras de mercado.

Da mesma forma, o número aplicações desenvolvidas pela Tomra Sorting Recycling em colaboração com os clientes tem crescido nos últimos anos e tem assumido um perfil internacional: Atualmente mais de 4.400 sistemas já foram instalados em 50 países no mundo, afirma a empresa.

A tecnologia de triagem automatizada tem experimentado um salto ao longo de duas décadas, que produzem melhorias expressivas na resolução do sensor. Avançadas fontes de luz facilitam a separação de materiais com alta precisão e eficiência, sendo que ao mesmo tempo se reduziu o consumo de energia. Tais avanços tecnológicos permitem agora a detecção de objetos ultra-finos – tais como materiais de 0,5mm, enquanto que objetos maiores podem ser digitalizados com melhor precisão.

As tendências do mercado e outros fatores de pressão

Com legislações nacionais que estabeleçam claramente as taxas de recuperação de resíduos e que promovam vigorosamente a separação de muitos tipos diferentes de materiais em frações homogêneas, a separação baseada em sensor sustentada por um compreensivo serviço de suporte desde o início, oferece uma solução técnica, comercial e ambiental ideal para cumprir essas metas cada vez mais rigorosas.

Melhor desempenho, estabilidade e segurança

Num mercado onde o preço das matérias-primas é baixo, as margens de lucro são apertadas e o acesso ao financiamento continua a ser um desafio, a confiança e a consistência da qualidade do produto tornam-se ainda mais importantes.

Tom Eng, Diretor-Geral da Tomra Sorting Recycling, explica: “Todo o futuro da empresa está em linha quando investes em equipamento. Então, nós apreciamos o quanto é importante acertarmos desde a primeira vez”.

Eng continua: “20 anos é um verdadeiro marco na indústria de separação por sensores. Vinte anos significa que um cliente pode confiar nos nossos produtos. É importante trazer para o cliente a sensação de segurança”.

A razão pela qual os clientes se podem sentir seguros, acredita Eng, é muito simples: “Desde o início, trata-se de pessoas. Temos pessoas de qualidade desde o início que ainda hoje estão na empresa. Isso é uma riqueza e profundidade de conhecimento que vai além do produto que você vende”.

Titech em Tomra

A empresa passa por um programa de mudança de marca desde Fevereiro de 2012, de forma a tornar-se mais alinhada com a sua matriz norueguesa, Tomra Systems ASA. A empresa adquiriu a Titech em 2004.

O passo final no processo de mudança de marca da Tomra Sorting Recycling passava por racionalizar o seu portfólio de produtos, removendo a palavra ‘Titech’ dos nomes dos modelos associados aos seus sistemas de classificação do ano passado. Por exemplo, o produto mais vendido pela companhia, uma vez conhecido como Titech Autosort, agora é simplesmente designado ‘AUTOSORT ‘.

Comentando sobre a mudança de marca, o Diretor-Comercial da Tomra Sorting Recycling, Jonathan Clarke, disse: “Ao completar a mudança de marca dentro do nosso negócio, estamos aumentando significativamente a visibilidade da Tomra em todo o mundo. Sinergias entre tecnologias dos diversos segmentos tem ressaltado a habilidade da Tomra Sorting para desenvolver a classificação baseada em sensores para novos segmentos, mercados e aplicações. Estamos agora melhor posicionados para responder aos desafios dos clientes e da indústria mais rápido do que antes, enquanto continuamos a oferecer os produtos com melhor valor”.

A Tomra Sorting Recycling desenvolve e fabrica tecnologias de separação baseada em sensores para a indústria global de reciclagem e gestão de resíduos. A Tomra Sorting Recycling faz parte da Tomra Sorting Solutions, que também desenvolve sistemas baseados em sensores para a separação, descascamento e controle de processos para a indústria alimentícia e de mineração, entre outras.

Fundada em 1972, a Tomra Systems ASA tem faturamento de cerca de 650 milhões de euros e emprega mais de 2.600 pessoas.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Tomra Recycling

Curta nossa página no

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: