Presidente da Abimaq traça panorama do mercado de bens de capital em Reunião-Jantar do Simplás

Setor liderado por Carlos Pastoriza responde por quase 350 mil empregos diretos em todo o país

Presidente da ABIMAQ, Carlos Pastoriza

Presidente da ABIMAQ, Carlos Pastoriza

À frente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Carlos Pastoriza representa um segmento de aproximadamente 9 mil empresas (cerca de 1,5 mil delas associadas à entidade) que geram 346,8 mil postos de trabalho em todo o país.  Embora o setor tenha registrado receita líquida de R$ 94,4 bilhões em 2014, o número de vagas no setor reduziu-se em 23,5 mil entre junho de 2014 e maio de 2015. Para traçar o mais atualizado panorama do mercado de bens de capital,  Pastoriza estará em Caxias do Sul (RS) no dia 27 (segunda-feira). O empresário será o palestrante da Reunião-Jantar do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), a partir das 20h, na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC).

O dirigente estava no grupo de empresários dos setores petroquímico, farmacêutico, siderúrgico, agropecuário e de indústria pesada, que, no fim de junho, teve um encontro com a Presidenta Dilma Rousseff nos EUA, a fim de discutir novas estratégias comerciais para os produtos nacionais em solo norte-americano. Pastoriza apelou por garantias à competitividade.

“Não podemos ter esse acanhamento. O BNDES está sendo massacrado, quando é um instrumento de desenvolvimento do nosso país”, declarou na ocasião.

Mais recentemente, o presidente da Abimaq acompanhou de perto as negociações entre governo federal, indústrias e centrais de trabalhadores que resultaram no emergencial Plano de Proteção ao Emprego (PPE). A iniciativa prevê a redução em até 30% da jornada de trabalho, com redução proporcional de salários dos trabalhadores em períodos de crise, por no máximo um ano. O governo se propõe a complementar metade da redução da renda do funcionário com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), reduzindo a perda do empregado a 15% dos seus salários. A contrapartida do governo não será superior a R$ 900,84, o equivalente a 65% do maior benefício do seguro-desemprego.

“O grau de adesão dependerá da realidade de cada empresa e de saber se ela tem fôlego para manter os empregos até 2016”, relatou o executivo ao jornal Folha de São Paulo.

Já no início de julho, passou pelo presidente da Abimaq a renovação de uma parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) até 2017. O Programa Brazil Machinery Solutions que visa à promoção das exportações brasileiras de máquinas e equipamentos e ao fortalecimento da imagem do Brasil como fabricante de bens de capital mecânico, exportou US$ 1,2 bilhão em 2014.

“Temos um desafio enorme pela frente, que é o de colocar o Brasil em outro patamar, pelo menos em paridade com o mercado mundial. Temos a missão de mudar totalmente o número de apenas 1,2% no gráfico de exportação para o mundo”, concluiu Pastoriza.

Sobre o Simplás: O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) representa mais de 500 empresas de transformação que geram acima de 13 mil empregos diretos em oito municípios (Caxias do Sul, Coronel Pilar, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Nova Pádua, São Marcos e Vale Real), com estimativa de faturamento anual superior a R$ 4 bilhões.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Simplás

Curta nossa página no

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: