Dow realiza evento para promover projetos inovadores de Universidades, Empresas Juniores e Startups

Dow_Innovation

  • Empresa química busca dar visibilidade a projetos inovadores nas áreas de Alimentos Frescos, Agricultura, Segurança Hídrica, Construção e Infraestrutura, Produtos Químicos Renováveis, e Materiais,  Processos e Produtos Químicos
  • Empreendedores podem se inscrever até o dia 30 de junho no site www.innovationfair.com.br

 

A Dow, empresa do setor químico, está com inscrições abertas para o Innovation Fair, evento de inovação que busca impulsionar projetos voltados à sustentabilidade e à tecnologia. O Innovation Fair, que será realizado no dia 11 de agosto, visa a engajar e promover iniciativas de universidades, empresas juniores e startups com foco em seis categorias: Alimentos Frescos, Agricultura, Segurança Hídrica, Construção e Infraestrutura, Produtos Químicos Renováveis, e Materiais Processos e Produtos Químicos.

Empreendedores de todo o Brasil que quiserem participar do evento devem inscrever gratuitamente seus projetos no site www.innovationfair.com.br até o dia 30 de junho. Os projetos mais inovadores, sustentáveis e aderentes às categorias selecionados por um júri da Dow serão apresentados por seus desenvolvedores para um grupo composto por representantes das áreas técnica e de negócios da Dow, parceiros, clientes, agências de fomento, entre outros. Para se prepararem para esta apresentação, que terá, no máximo, 10 minutos e será realizada no dia do evento (11/08), os empreendedores contarão com a ajuda de uma consultoria especializada.

“O objetivo da Dow com este evento é fomentar a inovação em áreas prioritárias, proporcionando oportunidade de visibilidade para projetos que precisem de apoio tanto intelectual quanto financeiro”, diz John Biggs, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Dow. “Os participantes do Innovation Fair terão a oportunidade de interagir com importantes players de indústrias-alvo, do Governo, de instituições voltadas para a inovação e de Venture Capital para que, juntos, possam acelerar boas ideias e ajudar a transformar o futuro de todos”, finaliza o executivo.

As categorias escolhidas estão alinhadas a alguns dos principais desafios globais:

  • Alimentos Frescos: soluções com foco em manejo e preservação de alimentos.  Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) um terço do que é produzido é perdido, o que corresponde a cerca de 1,7 bilhão de tonelada de alimentos. No Brasil, ainda segundo a FAO, as perdas correspondem em média a 30% dos alimentos pós-colheita, no caso dos frutos, e 35%, no das hortaliças.
  • Agricultura: Tecnologias, produtos e processos para aumento da eficiência e produtividade no campo. Segundo estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a visão da América Latina como celeiro do mundo tem ganhado espaço em função das características da região e da previsão de aumento da população mundial, prevista para chegar a 9 bilhões de pessoas em 2050, que demandará um aumento de 60% na produção de alimentos, ocupando apenas 12% a mais de terras aráveis.
  • Segurança hídrica: Métodos, produtos e processos voltados para a purificação e o manejo de água para consumo humano e industrial. De acordo com a Agência Nacional de Águas (ANA), a falta de água tem afetado pelo menos 40 milhões de pessoas de nove Estados do país e do Distrito Federal, ou seja, 20% da população brasileira.
  • Construção e infraestrutura: materiais, aditivos e técnicas para aumentar o desempenho e a eficiência na cadeia de construção. Segundo dados de uma pesquisa feita pela Escola Politécnica da USP apontou que há perdas de até 50% de argamassa e de até 288% de cimento nos canteiros de obras. Em contrapartida, levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas para o SindusCon-SP afirma que até 2024 o déficit habitacional no Brasil será de 20 milhões de famílias.
  • Produtos Químicos Renováveis: compostos produzidos a partir de fontes renováveis, utilizando matérias-primas e/ou rotas alternativas às petroquímicas.  Na área de “Química Verde” o Brasil tem uma grande vantagem competitiva por ser responsável pela gestão do maior patrimônio de biodiversidade do mundo, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.
  • Materiais processos e produtos químicos: novos materiais, processos e produtos químicos cuja aplicação não se enquadre em algum das categorias anteriores.

O Innovation Fair será realizado na sede da Dow Brasil, em São Paulo (Rochaverá Corporate Towers), no dia 11 de agosto das 8h às 17h. No período da manhã haverá apresentações e debates relacionados ao tema inovação e à tarde serão realizadas seis sessões paralelas de apresentação de projetos, uma para cada categoria.

O site http://www.innovationfair.com.br, além de conter o formulário de inscrição de projetos, traz a descrição detalhada de cada categoria e um FAQ, entre outras informações.

A inovação e a sustentabilidade são pilares estratégicos da Dow, que usa a cultura de inovação e como forma de agregar valor aos seus negócios. A Dow investe anualmente US$1,6 milhão em pesquisa e desenvolvimento de soluções direcionadas para negócios de alto retorno e mercados com a capacidade clara para entregar ganhos de curto prazo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Dow

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: