PICPlast apoia 598 empresas em pouco mais de um ano de atuação

Braskem e ABIPLAST apresentam resultados da iniciativa na Feiplastic 2015

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Braskem em conjunto com a ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico -, lançado em 2013 para desenvolver programas estruturais que contribuam com o aumento da competitividade e crescimento da indústria brasileira de transformação plástica, conquista resultados importantes em pouco mais de um ano e meio de atuação. Desde o seu lançamento, o Plano vem promovendo ações estratégicas em diversas regiões do país para estimular o desenvolvimento da indústria de transformação plástica no Brasil, o que já beneficiou 598 empresas do setor.

Estes e outros resultados estão sendo apresentados durante a realização da Feira Internacional do Plástico 2015 (Feiplastic), a maior feira da cadeia produtiva do plástico na América Latina, e uma das maiores do mundo. O evento está ocorrendo desde o dia 04 e continuará até o dia 08/05 no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

De acordo com o vice-presidente da Braskem, Luciano Guidolin, a iniciativa cumpriu o seu papel nesse primeiro ano atuação. “O PICPlast tem trabalhado com foco em incentivar as empresas a torná-las competitivas no mercado nacional e internacional. Vamos ampliar ainda mais nossa atuação em 2015, impulsionando a competitividade do setor de transformação plástica”, afirma o executivo.

Para o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho, a consolidação do PICPlast em 2015 será fundamental para o desenvolvimento da indústria brasileira do plástico. “O PICPlast visa apoiar o desenvolvimento de um novo ciclo para a indústria do plástico. Certamente, o Plano se tornará uma referência setorial que poderá servir como inspiração para outros setores industriais brasileiros”, afirma Roriz Coelho.
Apoio ao desenvolvimento empresarial.

O PICPlast tem promovido capacitações sobre temas variados, como o mercado internacional e os aspectos técnicos da exportação, competitividade, inovação, gestão, custos e desenvolvimento de mercado. Os programas foram realizados em parceria com uma série de instituições.

A Fundação Dom Cabral, por exemplo, promove aulas para empresários com foco em gestão. Já a Inventta, consultoria especializada em inovação, desenvolve projetos de inovação que serão implantados pelas empresas participantes a partir de 2015. Outra iniciativa, liderada pela assessoria de finanças, Advisia, realiza programas de capacitação em custos e rentabilidade, oferecendo uma ferramenta financeira aos participantes. A Think Plastic Brazil e a Aduaneiras foram as parceiras identificadas para desenvolver as capacitações para acesso ao mercado internacional, considerando aspectos técnicos e mercadológicos para exportações.

Estímulo às exportações de transformados

Ao todo 45 empresas de todas as regiões do Brasil já aderiram ao programa de venda incentivada para exportação. Até março deste ano, o volume acumulado de resinas incentivadas chegou a quase 42 mil toneladas, com R$ 53 milhões investidos ao longo do período.

Fundo Setorial

Como parte das iniciativas foi lançado o Fundo Setorial. Cada empresa que adere ao Fundo contribui diretamente com ações que visam à valorização do plástico, programas de educação e suporte para ampliação da reciclagem de plásticos no Brasil.  Para as empresas que aderirem ao Fundo Setorial, será incluída na nota fiscal a contribuição de R$ 1,00 líquido por tonelada de resina adquirida de fornecedores de resinas participantes. Os fornecedores de resinas contribuirão com R$ 2,00 líquidos por tonelada vendida na mesma transação.

Desafios para 2015

Em 2015, o PICPlast estará presente em diversos eventos como a Feiplastic, Agrishow, Nordesteplast, Plastech e Concreteshow. Também haverá a continuidade dos programas lançados em 2014, e o início das capacitações com foco em qualidade, produtividade e sucessão familiar. Também estão planejadas ações para valorização do plástico com o montante arrecadado no Fundo Setorial.

  • PICPlast em números (Setembro/2013 a Abril 2015)
  • 598 transformadores plásticos participantes;
  • R$ 53 milhões investidos no programa de venda incentivada para exportação (Valor consolidado até março/15)
  • 93 empresas participaram de eventos para promover seus produtos em diferentes segmentos de mercado;
  • Mais de 160 empresas participantes do Fundo Setorial.
  • Para mais informações sobre o PICPlast, visite o Espaço PICPlast na Feiplastic 2015.

Sobre a Braskem: Com 36 plantas industriais distribuídas pelo Brasil, Estados Unidos e Alemanha, a Braskem produz anualmente mais de 16 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos. Maior produtora de biopolímeros do mundo, a Braskem tem capacidade para fabricar anualmente 200 mil toneladas de polietileno derivado de etanol de cana-de-açúcar.

Sobre a ABIPLAST: A Associação Brasileira da Indústria do Plástico – ABIPLAST representa o setor de transformados plásticos desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A ABIPLAST representa atualmente 11.670 empresas que empregam um total de 358.000 mil pessoas.

Serviço
Feira Internacional do Plástico (Feiplastic)
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana – São Paulo/SP
Horário: De 4 a 8 de maio, das 11h às 20h
Informações: http://www.feiplastic.com.br/

 

Anúncios

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: