Interplast e EuroMold Brasil devem gerar R$ 500 milhões em negócios nos próximos meses

gerais_marcelo_kupickiCom sucesso de participações, visitantes muito qualificados e focados nos setores de plásticos e moldes, a Interplast e a EuroMold BRASIL  se encerraram com a projeção de gerar em torno de R$ 500 milhões em negócios nos próximos meses.

Nos cinco dias do evento, foram mais de 30 mil participações, com visitantes vindos de 22 estados brasileiros (Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe).

“Indo na contramão do pessimismo do mercado, a feira surpreendeu pela qualidade técnica dos visitantes, pela procura dos eventos paralelos e em especial pela ótima aceitação da Rodada de Negócios. Estamos certos de que o mercado sai da feira mais fortalecido e otimista em relação aos negócios”, conclui Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, organizadora do evento.

Mostrando seu potencial de internacionalização, a Interplast e a EuroMold BRASIL também receberam profissionais e empresários de 19 países (Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Chile, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Paraguai, Portugal, Tailândia, Taiwan, Uruguai e Venezuela).

As feiras também tiveram um expressivo público de executivos com cargos de decisão. Gerentes, diretores, sócios e coordenadores dos segmentos automotivo, embalagens, engenharia, construção civil, comércio e eletrônico representam 50% dos visitantes da Interplast e EuroMold BRASIL. Entre os principais interesses desses profissionais, 80% buscaram matéria-prima/insumos, moldes e automação industrial.

“A Interplast e a EuroMold BRASIL têm o dom de trazer para ela quem resolve. Esse é um dos principais diferenciais, pois são as maiores e mais importantes empresas do setor e o mais alto escalão de executivos. Considero essa feira a mais importante do setor na América Latina, principalmente por estar sediada no maior centro de difusão de tecnologia do plástico do Brasil. Por isso, ela atrai profissionais de todos os cantos do Brasil e do mundo. Com certeza, o empresário que busca o melhor para seu negócio esteve presente nesse evento”, comenta Gino Paulucci Junior, vice-presidente da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos) e presidente da CSMAIP (Câmara Setorial de Máquinas e Assessórios para a Indústria do Plástico).

Números da Interplast e EuroMold BRASIL

·         30 mil participações
·         Visitantes de 19 países (Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Chile, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Paraguai, Portugal, Tailândia, Taiwan, Uruguai e Venezuela)
·         Visitantes de 22 estados brasileiros (Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe)
·         50% dos visitantes com cargos de decisão (gerente, diretor, sócio, coordenador)
·         Os segmentos representados pela maior parte dos visitantes: automotivo, embalagens, engenharia, construção civil, comércio, eletrônico
·         Principais setores de interesse dos visitantes na feira (80% do interesse): matéria-prima/ insumos, moldes e automação industrial
·         Expectativa de geração de negócios nos próximos 12 meses em decorrência dos contatos realizados nas feiras: R$ 500 milhões de reais

Cintec contou com 18 palestras e oito mini-cursos

Com cerca de 600 participações nas palestras técnicas e 150 nos mini-cursos, o Cintec Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica proporcionou atualização para os profissionais, estudantes e empresários do setor.

Nas 18 palestras técnicas promovidas no Complexo da Expoville e nos oito mini-cursos realizados no campus da Sociesc Marquês de Olinda, com destaque para os temas Máquinas e Processos, Matéria Prima, Moldes, Gestão e Sustentabilidade e Mercado, especialistas em suas áreas debateram as novidades do setor, falaram dos desafios, tendências e abordaram evoluções em produtos e processos.

Números do Cintec

·         600 participações nas palestras técnicas
·         150 participações nos mini-cursos
·         18 palestras técnicas
·         8 mini-cursos

Rodada de Negócios é sucesso e participantes pedem que ação continue

Promovida pela BNS/SC (Bolsa de Negócios e Subcontratação de Santa Catarina), a 1ª Rodada de Negócios do Setor Plástico foi considerada um sucesso, tanto por organizadores, quanto pelos empresários e fornecedores que participaram dos encontros. Alguns negócios foram fechados na própria rodada, mesmo com o curto tempo de contato entre os executivos, e a expectativa é que outros R$ 2 milhões sejam gerados nos próximos 12 meses.

“O encontro foi muito positivo porque conseguiu atender às expectativas de fornecedores e empresas âncoras. O dinamismo e a produtividade dos encontros agradou muito aos participantes, que pediram que essa ação continue nas próximas feiras. Ficamos muito satisfeitos com o resultado e por poder contribuir para facilitar o contato entre empresas e fornecedores”, avalia Rita de Cássia Amato, analista Comercial da BNS/SC.

Em dois dias, 11 empresas âncoras (Krona, Taschibra, Docol, Plasticoville, Schulz, Kavo, Tigre, Brasil Mundi, Comil Silos e Secadores, Newtech e Santa Clara) conheceram produtos e serviços de 50 fornecedores. Foram 484 reuniões e 203 participantes. “Nossa intenção era captar novos fornecedores e conhecer as novidades que outras empresas têm para oferecer. Nossos objetivos foram superados e já temos orçamentos e projetos em andamento com grande potencial de virar negócio”, antecipa Anderson dos Santos, supervisor de engenharia da Comil Silos e Secadores, de Cascavel (PR).

Ademiro Raduenz, representante Comercial da Fox Control, de Jaraguá do Sul (SC), também aprovou a iniciativa da Rodada de Negócios. “Sempre é muito difícil o primeiro contato com as grandes empresas. A rodada facilitou esse acesso e permitiu que mostrássemos outras opções de produtos. Consegui excelentes contatos e agora é mandar os orçamentos e brigar para se tornar fornecedor”, destaca.

Com patrocínio do Banco do Brasil e da Krona Tubos e Conexões, a Rodada teve a parceria da Messe Brasil, Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e FIESC/IEL.

Números da Rodada de Negócios

·         11 empresas âncoras
·         484 agendas
·         50 vendedores
·         203 participantes
·         Alguns negócios fechados na própria Rodada e expectativa da organização de gerar cerca de R$ 2 milhões em negócios nos próximos 12 meses

Fonte: Assessoria de Imprensa- Messe Brasil; Foto: Marcelo Kupicki

Curta nossa página no

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: