Evonik amplia capacidade de produção de poliamida 12 na Alemanha

A Evonik Industries expandiu em 5.000 toneladas a sua capacidade de produção de poliamida 12 no complexo químico de Marl, na Alemanha, aumentando, assim, a segurança no abastecimento do seu polímero de alta performance VESTAMID®.

Além disso, a empresa iniciou os preparativos para aumentar a produção da poliamida em pó, VESTOSINT®. Para uma expansão adicional da produção, a Evonik desenvolveu um processo convencional, melhorado, para produção da poliamida 12. Progressos significativos também foram feitos no desenvolvimento de uma rota livre de butadieno e CDT (ciclododecatrieno).

Há praticamente 50 anos, a Evonik opera uma planta para a produção de poliamida 12, totalmente integrada, no complexo químico de Marl, que inicia com o butadieno e passa por todos os seus precursores até chegar ao polímero final. Originalmente uma operação por bateladas, no ano 2000 a fábrica foi expandida e passou a produzir através de processo contínuo. A nova expansão dá seguimento a uma política de constante adaptação às necessidades dos mercados ao longo dos próximos anos. A capacidade da poliamida em pó também vem sendo aumentada continuamente.

“O VESTAMID® é um material de grande procura no mercado. Os substitutos, que foram necessários em decorrência da parada temporária da planta de CDT, só obtiveram sucesso em mercados de nicho. “Vemos como uma obrigação oferecer aos nossos principais mercados – sobretudo, a indústria automotiva – a mais alta segurança de abastecimento”, diz Dr. Michael Pack, novo diretor do segmento de Performance Polymers na Evonik, desde 1° de junho, sobre a estratégia de crescimento para a poliamida 12 e a expansão da liderança de mercado da Evonik.

A estratégia de crescimento também é enfatizada pelo desenvolvimento de várias tecnologias para os precursores da poliamida 12. Por um lado, a Evonik dispõe de uma rota convencional pronta para produção baseada em processos melhorados em uma linha independente de C12, passando por todas as etapas até o polímero.

Por outro lado, a rota biossintética à base de óleo de semente de palma – livre de butadieno e ciclododecatrieno (CDT) – está bem avançada. O processo resulta em ácido ω-aminoláurico, uma alternativa à laurinolactama, derivada do petróleo, e produz uma poliamida 12 idêntica. As bateladas iniciais de poliamida desses precursores já foram processadas com sucesso em tubos e testadas. Amostras para testes estarão disponíveis aos clientes em breve. O processo oferece diversas vantagens: matérias-primas 100% renováveis como base para a poliamida 12, propriedades idênticas de produto, além de um processo de produção mais simples.

Resultados adicionais da planta piloto, que já está em operação há mais de um ano, constituirão a base para a seleção do processo para a próxima expansão da capacidade de poliamida 12.

Seja para uso em carros, nos esportes, na produção de petróleo ou em elementos fotovoltaicos, a Evonik produz um leque de produtos de poliamida 12 com propriedades customizadas que, durante os últimos 50 anos, foi adaptado aos requisitos de aplicações inovadoras e de alta qualidade, em estreita cooperação com os clientes. No mercado, o nome VESTAMID® se refere ao material estrutural poliamida 12, enquanto VESTOSINT® representa os pós para revestimento da Evonik.

Fonte: Evonik

Curta nossa página no

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: