Aumenta o número de empregos na indústria de transformação de plásticos em São Paulo

Segundo o jornal “Folha de São Paulo”, houve uma ampliação das contratações da indústria de transformação de plásticos no Estado de São Paulo nos primeiros meses de 2013.  A indústria de plásticos paulista abriu 2.670 novas vagas entre Janeiro e Abril deste ano, em comparação com apenas 173 em igual período do ano passado.

O aumento no número de vagas ocorreu a despeito do setor de plásticos e borracha não ter crescido em termos de produção no primeiro quadrimestre de 2013 (a produção no estado de São Paulo registrou uma ligeira queda de 0,03% em comparação com o mesmo período de 2012). A indústria de transformação, em geral, cresceu 3 %.

Os dados, fornecidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego, sinalizam uma recuperação em relação ao ano 2012, que foi fraco em termos de produção e crescimento de empregos.

A razão para tal recuperação, segundo o SindiPlast (Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de São Paulo) foi a desoneração da folha de pagamentos implementada pelo governo federal no ano passado.

Como resultado da desoneração, alguns setores  deixaram de pagar 20% de contribuição previdenciária sobre a folha de salários, passando a contribuir com um percentual de 1% ou 2% sobre o faturamento anual bruto.

“Você paga praticamente o mesmo imposto se tiver 10, 100 ou 1.000 empregados”, afirma  José Ricardo Roriz Coelho, presidente do Sindiplast.

Em todo o País, o número de empregos na indústria de transformação de plásticos dobrou.  O número de novos funcionários nessa indústria passou de 3.651 novos funcionários no primeiro quadrimestre de 2012 para 7.427 em igual período de 2013.

“O problema é que não aumentamos o volume de produção e de vendas porque está caro transformar plástico no Brasil”, continua Roriz.

“Perdemos com a importação de produtos de países asiáticos e da América do Sul”, finaliza o presidente do Sindiplast, que também é diretor de competitividade da Fiesp e presidente da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria de Plásticos).

Dados adicionais indicam também que o preço de produtos plásticos subiu 3% no primeiro quadrimestre deste ano. O aumento acumulado dos últimos foi de 9,18%.

Fonte: Abiplast / Folha de São Paulo

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: