WORTEX MÁQUINAS E A ITALIANA AMUT INICIAM OPERAÇÕES NO BRASIL

O anúncio da joint-venture foi feito hoje durante coletiva de imprensa na Feira Internacional do Plástico

Wortex_feiplastic_320Dentro de um amplo programa de internacionalização, a Wortex inicia, junto ao grupo italiano Amut, uma joint-venture que trará para a indústria de transformação de plástico nacional mais inovação tecnológica e investimentos para o setor.  A sinergia entre as duas empresas, que produzem sistemas de extrusão de plásticos, será ampliada com as novas instalações no Brasil, em Campinas (SP), onde, inicialmente, serão produzidas linhas de extrusão para tubos, perfis, folhas de embalagens; e, posteriormente, equipamentos de termoformagem e instalações para o tratamento de resíduos urbanos e industriais.

Segundo o diretor da Wortex, Paolo De Filippis, os produtos que a Amut-Wortex se propõe a fabricar aqui terão um índice de 65% de nacionalização, dentro dos parâmetros requeridos pelo BNDES para enquadramento ao Finame. Trata-se de um intercâmbio, no qual a empresa italiana está transferindo tecnologia para produção de chapas, tubos, termoformadoras, além de técnicas para reciclagem, principalmente de material pet. “As empresas estão se complementando, tanto em estratégia de mercado quanto na linha de produtos. Investimos cerca de R$ 1,2 milhão em pesquisa todos os anos e o nosso modus operandi é a pesquisa independente para elaboração de produtos. Temos um centro de pesquisa que desenvolve, testa e põe no mercado”, afirma o executivo.

O projeto, explica Mauro Drappo, CEO da Amut, faz parte de um amplo programa de crescimento e internacionalização da Amut, que teve início no ano passado com a entrada do capital social do Fundo Italiano de Investimento. “A parceria com a Wortex, acrescenta Drappo, permite-nos ingressar plenamente no mercado brasileiro e na América do Sul”.

No médio prazo, a expectativa da Wortex é aumentar o faturamento em até 75% com a joint-venture, se levadas em consideração as projeções de 50% para a Amut-Wortex e 25% para a Wortex, isoladamente. “A cada ano, batemos recorde de vendas e, nos últimos três, registramos de 10% a 15% de crescimento anual. No mesmo período, investimos mais de US$ 6 milhões”, diz De Filippis.  A nova fábrica da Amut-Wortex em Campinas, atualmente com 2,5 mil m², está sendo ampliada para 3,5 mil m² até o final deste ano. E a meta é aumentar as instalações para 6 mil m² até o final de 2014.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Feiplastic

Foto (créditos): Feiplastic

Curta nossa página no

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: