Wortex terá estação completa para reciclar sucata plástica durante a Feiplastic 2013

feiplastic

A avançada tecnologia da linha Challenger Recycler será demonstrada, ao vivo, transformando materiais plásticos em sacolas

Em apenas cinco minutos, garrafas de PET são transformadas em dezenas de embalagens de ovos. A reciclagem do plástico ganhou velocidade. Ainda bem, já que o material representa 6% do lixo produzido nas cidades e demora muitos anos para se degradar na natureza, segundo dados do Instituto Plastivida. Imprescindível no dia-a-dia das pessoas, a única opção é reciclá-lo. A tecnologia desenvolvida pela Wortex Máquinas com a Linha Challenger Recycler e o sistema de lavagem recentemente desenvolvido, permite o reaproveitamento de produtos plásticos pós-consumo (resíduos sólidos urbanos, RSU) de forma completa, rápida e com baixo custo de energia, operação e espaço. O equipamento estará funcionando, “ao vivo”, no estande da empresa, durante a FEIPLASTIC 2013 – Feira Internacional do Plástico, entre os dias 20 e 24 de maio, em São Paulo.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o plástico é completamente sustentável. Esta uma prática reforçada pela nossa filosofia Recycling Technologies for a Sustainable Future. Ele pode ser reutilizado inúmeras vezes, é um ciclo que não tem fim”, garante Paolo De Filippis, diretor da Wortex. No estande de 360 m2, a estação de reciclagem receberá os produtos de plástico proveniente de RSU, que serão lavados na planta de lavagem da empresa, em Campinas (SP). A partir daí, esse material é triturado nos moinhos Zerma e granulados na máquina recuperadora com alimentação forçada. “Estes grãos alimentam uma extrusora de balão modelo Challenger Blow, que os transforma em bobinas de filme e, posteriormente, podem ser cortadas em sacos de lixo ou sacolas para saída de caixa.

A Linha Challenger Recycler abre possibilidades de negócios para os pequenos empreendedores, já que os equipamentos têm capacidade de processar de 100 a 1500 quilos de plástico por hora. Para as cooperativas, por exemplo, é uma solução para faturar mais com a venda dos grãos processados, ao invés de comercializar somente a sucata plástica. As empresas de reciclagem ganham muito em velocidade. E fabricantes de produtos plásticos podem usar a estação como sua linha de montagem –  de um lado entra o material de coleta seletiva e do outro sai o produto final.

No Brasil são consumidos por ano cerca de 3,3 milhões de toneladas de plástico. Apenas 21,7% são reciclados o que equivale a 736 mil toneladas, segundo pesquisa da Plastivida. Há uma enorme lacuna para que a sustentabilidade no setor seja plena. “As soluções da Wortex têm contribuído bastante para esta fase final do processo de reaproveitamento dos materiais. O problema é alto volume de plástico que se perde no caminho entre as latas de lixo e as empresas de reciclagem – apenas 8% dos municípios brasileiros têm sistema de coleta seletiva”, afirma Filippis.

Na FEIPLASTIC, a Wortex também exibirá um vídeo de uma máquina, apresentada e testada em Buenos Aires, que identifica os diferentes materiais e faz a separação adequada. “O equipamento separa até 1000 mil toneladas de lixo por dia, e retorna ao aterro somente material inerte da ordem de 40% do volume depositado. Este material não tem mais nenhum contaminante, evitando assim os desagradáveis efeitos de produtos como chorume e animais transmissores de doenças”, explica o diretor da Wortex.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Feiplastic

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: